Símbolos

Logotipo do Ponto de Cultura Casa das Etnias

O logotipo do Ponto de Cultura Casa das Etnias representa justamente o que se pretende: congregar num mesmo espaço (a Casa) as diversas etnias que dela fazem parrte. Isto é representado pelas cores. A combinação de elementos do símbolo (cores e traços) sugere  a integração e o congraçamento das diversas etnias participantes do Ponto de Cultura.

Criação: Arquiteto Arthur Capellari Neto


LOGOMARCA

Esta se constitui de uma tarja horizontal de LAMBREQUINS inseridas na posição vertical em cor azul anil, que representa o elemento arquitetônico típicos dos pioneiros imigrantes, pois em todas as suas casas em madeira, eram colocados nos beirais das varandas e oitões de suas edificações.

Na extremidade esquerda da tarja encontra-se o EMBLEMA sobreposto à tarja.

O EMBLEMA da BRASPOL é constante de duas mãos simbolizando as mãos do movimento BRASPOLino do Brasil, que sendo o sucessor da imigração, hoje, acalenta e sustenta a chama ardente de suas raízes fundadas na imigração polonesa ao Brasil.

Esta chama varia a coloração do AMARELO (Brasil) ao VERMELHO (Polônia). Dentro da chama encontramos o EMBLEMA que contém o elemento arquitetônico – LAMBREQUINS – em cor vermelha e nas frestas entre os lambrequins está a cor branca, que caracterizam a Polônia. Na extremidade inferior dos LAMBREQUINS, geometricamente se forma a figura do PINHÃO, semente do altaneiro PINHEIRO, que cedeu a sua madeira para a construção das primeiras casas e paióis, dos nossos imigrantes e o seu fruto, PINHÃO, que serviu de alimento, e abaixo desta configuração encontramos a cor amarela, variando a sua tonalidade para o verde, representando a terra brasileira, recebendo o imigrante polonês. Este EMBLEMA é rodeado por um traço verde (BRASIL) – ESPERANÇA que abraça o branco (POLÔNIA) – PAZ.

Segue-se na parte inferior do EMBLEMA a orla contendo a inscrição da data de fundação da BRASPOL : 27-01-1990 - BRASPOL.

 

Este conjunto de elementos transmite a integração do imigrante polonês e seus descendentes com a terra de Santa Cruz, formando o grande mosaico cultural – BRASIL.

">

Logotipo da Braspol

LOGOMARCA

Esta se constitui de uma tarja horizontal de LAMBREQUINS inseridas na posição vertical em cor azul anil, que representa o elemento arquitetônico típicos dos pioneiros imigrantes, pois em todas as suas casas em madeira, eram colocados nos beirais das varandas e oitões de suas edificações.

Na extremidade esquerda da tarja encontra-se o EMBLEMA sobreposto à tarja.

O EMBLEMA da BRASPOL é constante de duas mãos simbolizando as mãos do movimento BRASPOLino do Brasil, que sendo o sucessor da imigração, hoje, acalenta e sustenta a chama ardente de suas raízes fundadas na imigração polonesa ao Brasil.

Esta chama varia a coloração do AMARELO (Brasil) ao VERMELHO (Polônia). Dentro da chama encontramos o EMBLEMA que contém o elemento arquitetônico – LAMBREQUINS – em cor vermelha e nas frestas entre os lambrequins está a cor branca, que caracterizam a Polônia. Na extremidade inferior dos LAMBREQUINS, geometricamente se forma a figura do PINHÃO, semente do altaneiro PINHEIRO, que cedeu a sua madeira para a construção das primeiras casas e paióis, dos nossos imigrantes e o seu fruto, PINHÃO, que serviu de alimento, e abaixo desta configuração encontramos a cor amarela, variando a sua tonalidade para o verde, representando a terra brasileira, recebendo o imigrante polonês. Este EMBLEMA é rodeado por um traço verde (BRASIL) – ESPERANÇA que abraça o branco (POLÔNIA) – PAZ.

Segue-se na parte inferior do EMBLEMA a orla contendo a inscrição da data de fundação da BRASPOL : 27-01-1990 - BRASPOL.

 

Este conjunto de elementos transmite a integração do imigrante polonês e seus descendentes com a terra de Santa Cruz, formando o grande mosaico cultural – BRASIL.


Brasão da Polônia

O Brasão Nacional da Polônia é constituído por uma águia branca com o bico e as garras dourados, provida de uma coroa dourada, num fundo vermelho. O branco e o vermelho representam as cores nacionais. A águia está  com a cabeça voltada para a esquerda.

O brasão com a águia branca num fundo vermelho começou a ser utilizado no ano de 1295 e ao longo do tempo foi sendo alvo de várias adaptações, sendo que a atual remonta a 1990.

A origem deste brasão assenta num mito fundacional da nação polonesa: conta uma lenda que o \\\\\\\"fundador\\\\\\\" da Polónia, de nome Lech, avistou um ninho de águia, no qual encontrava-se uma águia branca. Anoitceia  e o horizonte estava avermelhado, fazendo um fundo colorido contrra o qual via-se a águia branca. Para Lech era um sinal divino. Então decidiu instalar-se naquele local com os seus e escolheu a águia como seu símbolo.


Logotipo da Associação Suíço-Valesana do Brasil

A Associação Suíço-Valesana do Brasil (ASVB) adotou alguns símbolos para ganhar uma identidade visual que estabelecesse materialmente seus vínculos com o país de origem de nossos antepassados, a saber, os suíço-valesanos. Referenciado no símbolo que sintetiza a imagem da bandeira do Cantão do Valais, a estrela dividida (positivo-negativo) que remete às duas regiões que se uniram para formar o Cantão (o Alto-Valais, de cultura e idioma alemão e o Baixo-Valais, de cultura e idioma francês), esbocei uma nova composição, aliando à estrela a letra V, de valesano, nossa identidade herdada, criando o logo da associação, como ilustrado nesta matéria.                                                                                                                          Velcy Soutier, designer e artista plástico.


Logotipo do CirlocoTrentino di Caxias do Sul

O símbolo do Circolo Trentino foi criado da junção de outros dois símbolos. A intenção foi criar uma identidade que pudesse representar a nossa região, mas que também fizesse referência à região italiana do Trento Alto Adige. Para representar a nossa região nada melhor do que o Monumento ao Imigrante, que representa muito bem o imigrante italiano e demais etnias. E o símbolo para representar o Trentino e a Associazione Trentina, na Itália, ao qual o Circolo está associado. Foi escolhida foi a águia negra de São Venceslau. Que na logomarca está localizada logo abaixo dos pés do monumento. Esta águia representa a região e a base que impulsionou o crescimento de Caxias do Sul e também do nosso estado, através dos imigrantes que da Itália partiram e aqui se instalaram.

A Águia de São Venceslau, que domina o brasão da Província Autônoma de Trento vem de longa data, da metade do Sec. XIII. Quando foi concedida ao príncipe bispo de Venceslau da Boemia, Trento. Em homenagem a memória de sua morte, o qual era venerado como santo e mártir. Foi em agosto de 1339 que o então rei Giovanni da Boemia, pede a Roma que o emblema de São Venceslau seja desenhado no escudo, “a águia flamejante”. Pois Venceslau pagou com a sua morte (935 dc), defendendo a causa da aproximação da igreja romana àquela região, no início do cristianismo.


Logotipo do Grupo Teatral Miseri Coloni

Descrição


Logotipo da Associação Cultural Germânica Alles Gut

Descrição


casadasetnias@casadasetnias.com.br


© 2017 Casa das Etnias   ||   54 3228-4334 / 99973-6766 (Marin); 99118-8889 (Ivo) - admin
Av. Independência, 2542 - Bairro Panazzolo - Caxias do Sul - RS. CEP: 95082-380